Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Elias Gomes escalou ex-secretária para rebater Anderson Ferreira
Elias Gomes escalou ex-secretária para rebater Anderson FerreiraFoto: Arquivo/ Folha de Pernambuco

A conversa se deu antes que o ministro Bruno Araújo fosse convocado a assumir a presidência do PSDB no Estado. Em Brasília, o ex-prefeito de Jaboatão, Elias Gomes, foi à mesa com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, há cerca de um mês. De acordo com o deputado federal, não necessariamente o assunto girou em torno de uma eventual travessia do ex-prefeito para o PPS, partido no qual Elias já militou. "Ele comentou a hipótese de discutir a candidatura dele ao Governo do Estado, analisando isso. Ficamos de continuar conversando sobre a candidatura dele. Nós nos colocamos à disposição para conversar", registrou, à coluna, Roberto Freire.

Ainda segundo o parlamentar, quando os dois trataram desse assunto, Elias já previa um "certo desenlace" no PSDB de Pernambuco. Na semana passada, lideranças da sigla assinaram carta, defendendo que Bruno assuma o comando do PSDB-PE, o que elimina a hipótese de Elias virar presidente da legenda, como previsto em acordo de alternância, selado em 2015. Na avaliação de Freire, "é justo" que Elias pense sobre a construção de um projeto majoritário. "Ele já demonstrou que é um excelente executivo", pontua Freire e observa: "Se Elias demonstrar interesse (em ingressar no PPS), nós demonstramos duplamente". Mas garante: "Não ficou nada definido. A gente sempre conversou muito e é uma ideia que ele tem". Em Pernambuco, o PPS aestá na base de Paulo Câmara. Freire pondera: "Estamos perto, mas distante da eleição ainda. Vai ser muita coisa. As disputas internas mal começaram". E enumera fatores locais: "Teve, agora, no PSDB. No caso do PSB, não se sabe se vai fazer aliança com o PT". O ministro Raul Jungmann não participou da conversa.

Jungmann não foi procurado
O ministro Raul Jungmann diz que não foi procurado por Elias Gomes, razão pela qual não tem informações sobre o assunto. "Embora 2018 a gente vá decidir em 2018, não tenho nenhuma sinalização de considerar, por ora, qualquer outra candidatura. Estamos na base de Paulo. Ele (Elias) não me procurou", assinala Jungmann.

Fim da...> Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira convocou para a segunda reunião do diretório nacional para discutir a expulsão de dissidentes. Estão em questão a situação de Fábio Garcia, Fernando Filho, Danilo Forte e Tereza Cristina. Estes são, segundo Siqueira, os casos que já foram instruídos no Conselho de Ética.

...da linha > Na avaliação de Siqueira, o caso de Fernando Filho "é o mais grave de todos". Explica o dirigente: "O pai dele saiu do partido e está articulando chapa de oposição a um governador do PSB e ele promovendo políticas diametralmente opostas às ideias do PSB". Mas a razão da eventual expulsão vai ser o voto na Reforma Trabalhista.

Cardozo 1 > O prefeito afastado de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, que aguarda a apreciação de um pedido de habeas corpus para voltar ao cargo, tem, agora, como reforço em sua defesa o advogado José Eduardo Cardozo. Ex-ministro da Justiça e ex-advogado geral da União, que fez a defesa da ex-presidente Dilma, Cardozo é, atualmente, um dos mais bem remunerados do País.

Cardozo 2 > Cardozo chegou a conversar com Joesley Batista e Ricardo Saud, delatores da JBS, sobre possível contratação de seus serviços jurídicos, o que gerou mal-estar, uma vez que Joesley gravou Cardozo e externou intenção de fazê-lo interferir em decisões do STF.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: